16 de nov de 2016

→ Como trabalhar com berçário 1 na creche

Para responder essa pergunta é bom saber as respostas dessas outras duas: Qual o papel do professor em cada fase do desenvolvimento da criança? E quais atividades são mais adequadas a cada período do desenvolvimento do aluno na creche? Para isso separei essas sugestões para trabalhar com berçário 1 na creche.





 De 3 meses
-brincar e conversar mais com o bebê 

-proporcionar momentos de afetividade(na hora do banho, a carícia,ao dormir, as canções de ninar, o embalo,o sorriso) 
-oferecer oportunidades de realizar experiências visuais e táteis 
-oferecer uma variedade moderada de objetos para que a criança olhe, toque ou brinque 
-saber que para oferecer um outro brinquedo, a criança deve estar bem familiarizada com um brinquedo,objeto ou cor; pois mudanças muito bruscas não são recomendadas nesta fase -falar com ele durante toda a rotina,mostrando-lhe o rosto,falar quando ele chora, consolando-o, cantar principalmente antes de dormir 
-introduzir aos poucos outros efeitos sonoros como chocalhos,palmas,etc. 
-oferecer liberdade para que realizem movimentos de braços,pernas e corpo inteiro para incentivar o movimento dos dedos deve-se colocar objetos na palma de sua mão 
-realizar massagens 
-com a criança de costas,segurar suas mãos e estender os braços paralelos à cabeça,voltando à posição paralela ao corpo,dobrar suas pernas até que os joelhos toquem o abdômen,voltar,  pegar suas mãos e estender os braços por cima do corpo na posição cruzada, logo voltar ao normal  
-oferecer oportunidades para que ele possa vivenciar experiências espaciais e temporais 
-colocar a criança em lugares com alturas diferentes(no chão,no sofá,na cama) 
-alterar as posições para amamentar trocando de lado 

 De 4 a 6 meses
-oferecer uma qualidade de interação(sinceridade, sincronia, reciprocidade, afeto, apoio.
-oferecer objetos e brinquedos atraentes e coloridos para que ele possa ver,tocar e pegar
-deve participar da brincadeira recolhendo objetos que a criança jogou fora
-incentivar a repetição dos balbucios da criança para transformar-se numa brincadeira
-imitar os sons que a criança emiti pois colaboram com seu desenvolvimento
-oferecer na mão da criança objetos que produzem sons
-deixar a criança ouvir música suave

-conversar e cantar durante as rotinas
-deixar que a criança manipule uma colher pequena ou uma caneca,uma vez que esses objetos são de seu cotidiano
-levar as crianças para outros ambientes amplos para que possa perceber os elementos de sus ambiente
-saber que a rotina diária pode ser um mecanismo que vai orientar a ação da criança e possibilitar que ela perceba e se situe na relação espaço e tempo;assim é importante que as rotinas de alimentação,higiene e sono sejam respeitadas
-cantar para a criança em diferente momentos
-anunciar a chegada das pessoas deixar que ele coloque objetos(limpos) na boca para que comece a adquirir a noção de espaço interno
-explorar a exploração do pé,para que conheça os limites do corpo
-movimentar objetos em várias direções

 De 7 a 12 meses
-manter uma boa relação com as crianças pois o importante não é a quantidade de tempo que fica com elas e sim a qualidade da ligação afetiva
-iniciar colocando alguns limites
-ter sensibilidade para entender o ponto de vista da criança,e assim encontrar a melhor forma para mediar tais interações,estabelecendo regras referentes ao que se pode e não pode fazer
-não ficar mudando as regras colocadas para as crianças,uma vez determinadas deverá ser sempre as mesmas,para não confundir a criança,e assim os limites se estabelecem
-são as pessoas que mantém ligações afetivas com as crianças que deverão colocar os limites, pois nestas as crianças confiam
-ter a sensibilidade de dizer sim ou não na hora certa
-brincar de esconde-esconde
-brincar de juntar e entregar a ela os objetos que jogam fora
-falar com as crianças fora de seu campo visual
-fazer sons em diferentes posições
-falar claro o nome de pessoas e objetos
-fazer sons em diferentes objetos,movendo 
–se em volta dela para que acompanhe a localização do som 
-cantar colocar música para que ela possa ouvir 
-as intervenções feitas não podem ser mecânicas ou descontextualizadas, mas através de brincadeiras,para que a criança sinta prazer, e assim as experiências se tornem agradáveis e duradouras 
-incentivar as crianças na comunicação emitindo sons diferentes para que ela possa imitar, como estalar a língua, os lábios,etc. 
-mostrar objetos do seu contexto, nomeando-os repetidamente 
-falar com diferentes entonações 
-conversar 
-sorrir 
-falar em tom agradável interpretar verbalmente para ela,pois é da apropriação desses elementos do cotidiano que a criança estrutura a sua forma de se comunicar e expressar 
-saber que quando conversamos bastante com as crianças elas podem balbuciar mais cedo e mostrar desenvolvimento intelectual mais rápido,possibilitando a rapidez de sua linguagem na fase posterior 
-oferecer oportunidades de experiências práticas que desenvolvam as habilidades motoras 
-deixar a criança sentada sem apoio durante um certo tempo para que exercite sua coluna na posição ereta 
-coloca-la em lugar seguro para que possa arrastar-se pelo chão pondo objetos próximos para incentivar o deslocamento 
-brincar de engatinhar,engatinhando junto 
-dar apoio para que se levante,colocando-a perto de móveis;assim,ela será incentivada a passar da posição”sentada” para de “pé”,primeiro segurando suas mãos;depois aos poucos, ir soltando uma e outra 
-ajudar a criança a dar seu primeiro passo,segurando-a pelas duas mãos,depois só uma,após só pelo dedo e,por último,deixa-la sem apoio
 -estar preparada para amparar a criança caso ela caia ao tentar andar pois se cair poderá ter medo de continuar tentando 
-para os movimentos das mãos, oferecer objetos de formas,tamanhos e texturas diferentes, para que ela o s pegue com a ponta dos dedos,incentivando a preensão 
-oferecer brinquedos com buracos e cavidades, pois levam a criança a ter noções de oco, maciço, em cima, embaixo, dentro, fora, junto, separado ...embora de uma forma embrionária 
-saber que as rotinas diárias constituem-se num excelente instrumento de preparo às relações de antes e depois, por isso ao anunciarmos as atividades que serão realizadas dentro da rotina estamos incentivando as noções de tempo, como: vamos tomar banho, agora vamos brincar, depois vamos passear 
-permitir que a criança toque com as mãos alimentos líquidos e pastosos 
-brincar de encher e esvaziar copos 
-fazer objetos cair para que ela observe em cima e embaixo 
-proporcionar o encaixe de objetos 
-fazer a criança acompanhar o ritmo de músicas,batendo palmas

Para saber sobre o desenvolvimento da criança nessa faixa etária clique ➽ aqui!

Proibida a reprodução total ou parcial dessa publicação

berçario atividades pedagogicas
planejamento para berçario 1
atividades ludicas para berçario 1
como trabalhar com berçario na creche
atividades para berçario educação infantil
planejamento semanal para berçario 1
educação infantil berçario plano aula
berçario atividades estimulação


Nenhum comentário:

Postar um comentário